paralelo.ek-sistere

"na realidade nós como que co-nascemos com o mundo."

Através do ruído do café cheio de gente
Chega-me a brisa que passa pelo convés
Nas longas viagens, no alto mar, no verão
Perto dos trópicos (no amontoado nocturno do navio —
Sacudido regularmente pela hélice palpitante —
Vejo passar os uniformes brancos dos oficiais de bordo).
E essa brisa traz um ruído de mar-alto, pluro-mar
E a nossa civilização não pertence à minha reminiscência.

(Fernando Pessoa, 1915)

A priminha Inês!
(O cheirinho a livro de férias)

"Que privilégio peculiar tem esta pequena agitação do cérebro que chamamos pensamentos." (David Hume)

Recital Final de Licenciatura. Joana Costa.
Universidade do Minho 2014